DEUTERONÔMIO – X –UM LUGAR PARA DEUS EM SUA VIDA

0

octubre 3, 2014 by Bortolato

Em Deuteronômio, capítulo 12, lemos que o Senhor escolheu um determinado lugar, nesta Terra, para ser adorado, e deixou isto avisado ao Seu povo, que tivessem o cuidado de fazê-lo sem falta, com todo o zelo.

Considere-se que Deus, conhecedor que Ele é da natureza volúvel, infiel, e presunçosa do homem, por amor a estes seres humanos, preferiu manter-Se invisível, enquanto estamos revestidos da carne, isto é, nesta vida carnal.   Esta providência foi tomada a fim de que não fôssemos todos destruídos diante de Sua presença.   Seu brilho de glória poderia cegar-nos em menos de um segundo; o calor de Seu fogo poderia carbonizar-nos nesse mesmo lapso de tempo.

Ele quis, entretanto, habitar entre nós, assumindo Sua forma invisível aos nossos olhos.   Quando temos um hóspede em nossas casas, não lhe ofereceríamos o melhor que teríamos a nosso dispor?   No caso, nós é que somos Seus hóspedes, pois a Ele pertence a Terra, totalmente.    E Ele dignou-Se a ter este planeta como um simples estrado para Seus pés.   Pois bem, Ele quis escolher um determinado lugar para estar próximo daqueles a quem Ele Se revelou.    Neste capítulo 12 de Deuteronômio lemos que Ele avisa de antemão a Seu povo, antes de entrarem naquela terra onde mana leite e mel,  que Ele viria a determinar ali um local, um pedaço de terra para receber os Seus adoradores, pois este é Seu prazer.

Aonde fica esse lugar? Será que existe ainda hoje um lugar neste globo terrestre onde possamos marcar um encontro com Deus?   Como poderemos descobri-lo?    Por que motivos Ele escolheria um pequeno lote deste chão, dando-lhe preferência acima de todos os demais locais desta Terra?

Concordo que nem sempre nos é fácil entendermos quais os propósitos, quais as intenções finais que Deus tem.   Também pudera!   Ele é Deus!  Infinito, Eterno, Soberano, Santíssimo, maravilhoso, transcendendo a toda a nossa parca capacidade de seres humanos que somos.  Realmente, se há alguém que arrogue a si o poder compreender todos os pensamentos e planos de Deus, esta pessoa, para não atribuirmos um julgamento temerário, estará no mínimo redondamente enganada.

Infelizmente alguns há que já determinaram que Deus Se agradará se e apenas se for cultuado e adorado em determinados lugares desta Terra.   Estão plenamente convencidos de que isto se deverá suceder em algum lugar, e em certo espaço, onde erigiram templos e estátuas.  Dão plena certeza disso, a todos quantos possam fazer sabê-lo.   Ledo engano.

Antes de tudo, convém deixar bem claro que Ele é Quem deseja fazer esta escolha, e não abre mão desta prerrogativa. Muitos estão tentando obrigar a Deus ser como querem que Ele seja, a tolerar uma convivência com outros deuses e a habitar com estes, aceitando toda sorte de atos que são detestáveis ao Senhor.  Muitas religiões do mundo antigo, do mundo moderno e do mundo contemporâneo estão agindo assim.   Ouviram o galo cantar, mas não sabem aonde.    Estão dando tiros para todos os lados, e errando o alvo.

Devemos notar bem que Deus usou apenas algum lugar, no passado, enquanto as falsas religiões se proliferavam aqui e ali, em concorrência desagradável a Ele.

Vamos examinar a Bíblia para marcarmos alguns lugares onde Ele Se manifestou com certa constância:

  1. No Jardim do Éden: onde foi que Deus tinha encontros periódicos com o homem pelos mais antigos primórdios? Naquele Jardim.   Na virada do dia (Gênesis 3:8), isto é, como se diz no hebraico original, leruach yom – quando, como um vento que passava, levando consigo uma grande claridade, avançando sobre a tênue penumbra, pois que a luz do dia nessas ocasiões tendia, dava sinais de estar-se apagando, e o Senhor passeava por aquele Jardim.Eles desfrutaram do privilégio de verem o brilho da glória de Deus a lhes satisfazer aos seus mais profundos anseios de suas almas.   Depois do Eden, Deus passou por longo tempo a apenas visitar esporadicamente alguns lugares da Terra.
  2. Mas isso durou somente enquanto não haviam pecado, transpassando ao que o Eterno lhes dissera para não fazerem.
  3. Todos os dias, na viração do dia, aquele primeiro casal criado sobre esta Terra, ficava perplexo pela aproximação daquela luz misteriosa, mas que os enchia de prazer por desfrutarem daqueles doces, singulares e exclusivos momentos de indizível comunhão com o Único Criador e Senhor de toda a Terra.
  4. No monte Ararate: ali pousou a Arca de Noé após o Dilúvio. Com certeza, este local situava-se próximo ao lugar onde o Senhor veio ao patriarca e aos seus, falou então a toda aquela família que era constituída de apenas oito pessoas (Gên. 9:8), estabelecendo-lhes um concerto de paz, e mostrando-lhes pela primeira vez na história do mundo, um arco multicolorido a adornar a vista do céu.
  5. Na Terra de Canaã: Neste lugar Deus Se revelou em uma teofania, isto é, em forma semelhante à humana, e visitou a Abraão. Primeiramente, quando este homem contava 99 anos de idade, prometendo-lhe que este viria a ser o pai de numerosas nações (Gênesis 17:1) e ainda ter um filho por milagre.Em uma terceira vez, quando o patriarca levantou sua mão empunhando um cutelo para sacrificar a Isaque (Gênesis 22:11-12). Isso aconteceu no monte Moriá, onde mais tarde se erigiu o Templo de Jerusalém.
  6. Em uma segunda manifestação, quando o Senhor apareceu ao mesmo patriarca junto aos carvalhais de Manre, reafirmando-lhe a promessa de um filho em sua velhice avançada, e anunciando-lhe a destruição de Sodoma e Gomorra.
  7. No Monte Sinai e no Tabernáculo do Deserto: Ali foi que Deus falou diretamente ao Seu povo, através de Moisés.O Senhor lhes disse assim, e mais, que haveria um lugar que Ele mesmo escolheria para ali colocar o Seu nome, habitar e ali ser buscado e adorado.Os israelitas poderiam abater animais para seus sustento e alimentação em qualquer lugar onde estivessem, mas quando para cultuarem a Deus, Jeová, somente no lugar de Sua escolha.
  8. Os sacrifícios de louvor que antigamente eram prestados na forma de vítimas, animais, deveriam todos serem prestados naquele único lugar do planeta: Ele apontou para Jerusalém, em Seu Templo, dantes Sua Tenda do Concerto.
  9. Ele quis habitar em comunhão de amor com Seu povo.   Então estava Israel ali, ouvindo ao discurso de Moisés, que insistentemente lhes disse que, ao atravessarem o Rio Jordão, eles teriam a chance de, ajudados pela mão de Jeová, destruírem todos os lugares onde as nações cananitas adoraram e serviram aos seus deuses.   Eles deveriam quebrar suas estátuas, queimar os seus bosques, até apagar para sempre a memória de que um dia aqueles povos ousaram estabelecer deuses que na realidade não eram deuses e muito menos vieram da parte do Único Deus (Deut. 12:1-3)
  10. Onde estará Deus hoje, a manifestar-Se?   Houve então a primeira vinda de Jesus a este mundo. Houve o Seu sacrifício em Jerusalém, no lugar da escolha preferencial divina.   Que aconteceu naquela ocasião?   O véu do Templo se abriu de alto a baixo. Era o véu que separava o aposento de Deus do resto de Seu povo.   Houve uma geração que recebeu do Seu Espírito em seus corações.Hoje o Espírito de Deus habita dentro de nós. Em nossos corações.   Dentro de nossas almas. Basta que tenhamos tido o arrependimento de nossos pecados, e não nos tenhamos negado a sermos batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Ele assim não somente nos visita, mas habita em nós e passamos a ser um Templo de Deus.   Onde quer que formos, onde quer eu estejamos, somos o lugar onde Ele habita. Somos aquela geração que Jesus adotou para ser Seu Templo (I Coríntios 6:19-20).
  11. Jesus, após sua ressurreição, disse a seus discípulos: “onde houver dois ou três reunidos em Meu Nome, ali estou no meio deles.” (Mateus 18:20)

Esta foi a escolha de Deus.   Quem poderia questioná-la?   Ele é Soberano, e a Terra e toda sua plenitude Lhe pertencem por direito…   E não há ninguém que possa segurar Sua mão, e sequer lograr detê-Lo.

Realmente, a Sua igreja não é composta de tijolos, pedras, cal e areia, ou algum outro elemento material estático.   Todos quantos O (a Jesus) receberam, foram feitos filhos de Deus, os que creem em Seu santo Nome.   Os filhos de Deus receberam o DNA do sangue de Cristo, e seus corpos são como vasos onde o Senhor deposita o que Ele tem de mais sagrado e precioso: o Seu próprio Espírito!

É esse o lugar que Ele prefere!   O seu corpo físico, o meu, o nosso, porque Ele busca almas que O adorem em espírito e em verdade.   Se olharmos para todos os Seu maravilhosos feitos, teremos a máxima certeza disso – e isso é mais que um privilégio!

Não descobriu ainda onde é o lugar em que Deus quer encontrar-Se com V.?   Independente disso, precisamos reservar um lugar onde moramos para que ali O busquemos, derramando nossos corações diante de Sua presença.   Ele mostrará onde deve ser buscado juntamente com a Sua Igreja, coletividade selecionada pelo céu, agência do Reino de Deus aqui nesta Terra.

Que nossos corações Lhe deem as boas vindas, porque Ele é bom, e isto é agradável, justo, e da Sua santa vontade.   Sentimento algum nos impeça de termos doce comunhão com o Seu Espírito.


0 comments »

Disculpa, debes iniciar sesión para escribir un comentario.

Comentarios recientes

    Fatos da História

    Evangelho